Câncer na Boca

Câncer na Boca
Câncer na Boca

Câncer de boca: o que fazer para se prevenir ou tratar essa doença?

O câncer de boca se trata de um grupo de enfermidades que engloba os cânceres de lábio, da cavidade oral, que inclui a mucosa, as gengivas, o palato duro, a língua e o assoalho da boca. Entre esses tipos, o câncer de lábio é o mais comum entre as pessoas brancas e contabiliza maior freqüência no lábio inferior. Vale destacar que o câncer em outras áreas da boca é registrado, especialmente, entre quem fuma e o perigo cresce quando o fumante também consome álcool em grandes proporções.

Conheça os fatores de risco

Os fatores que podem conduzir uma pessoa ao câncer de boca são a idade acima de 40 anos, a mania de fumar cigarros e cachimbos, o alcoolismo, a pouca preocupação com a higiene d aboca e a utilização de próteses dentárias mal-ajustadas.

Conheça os sintomas do câncer de boca

O principal sinal desse tipo de câncer se refere ao surgimento de feridas na boca que não melhoram mesmo depois de uma semana. Outros sintomas que devem ser considerados são as ulcerações superficiais, indolores e a presença manchas brancas ou vermelhas nos lábios ou mesmo na mucosa da boca.

A dificuldade em se comunicar, engolir e mastigar, além de perder muito peso sem explicação e o aparecimento de um caroço no pescoço podem ser sinais evidentes de um câncer na boca em estado avançado.

Prevenção contra o câncer de boca

Quem tem mais de 40 anos, problemas nos dentes, fuma e conta com próteses dentarias mal colocadas é preciso tomar cuidado e, especialmente, largar o cigarro, as bebidas alcoólicas, melhorar a higiene da boca, tratar os dentes e realizar uma consulta preventiva anualmente.

Outra indicação é manter uma dieta alimentar equilibrada e comer muitas frutas e muitos vegetais. Para evitar o câncer de lábio, é preciso evitar a exposição à luz solar sem nenhuma proteção, por isso, use filtro solar, bonés e chapéus.

Tratamento contra o câncer de boca

Passa por uma cirurgia ou passar pela radioterapia, de maneira individual ou associada, são os procedimentos mais comuns para combater o câncer de boca. Para as lesões que estão ainda no estágio inicial, a cirurgia e a radioterapia exibem resultados promissores, mas tudo depende ainda do local onde tumor se encontra e das mudanças funcionais causadas pelo tratamento. Vale destacar que os pacientes se restabelecem totalmente em mais de 80% dos casos de câncer de boca.

As lesões em estágio inicial são àquelas que ficam apenas no lugar de origem e que não resultaram em expansão para áreas outras áreas ou mesmo outros órgãos. Mas, mesmo as lesões iniciais na cavidade oral, especialmente, as que se encontram na língua e no assoalho da boca podem exibir disseminação para os gânglios cervicais, ao menos, em 20% das vezes. Desta maneira, é necessário passar por uma intervenção cirúrgica ou mesmo tratamento com radioterapia. No restante das lesões, se operáveis, a cirurgia é recomendada, não importando se o paciente passa ou não pela radioterapia.

Vale destacar que o método de realizar uma cirurgia em um câncer de boca melhorou consideravelmente com a inserção de procedimentos imediatos de reconstrução facial, que possibilitou diversas recessões e uma recuperação adequada do paciente.

As deformidades, no entanto, ainda são visíveis e o prognóstico dos casos, intermediário. A quimioterapia relacionada com a radioterapia é utilizada nos casos mais complicados, quando a cirurgia não é uma opção que possa ser considerada. Nessas situações, a avaliação é bastante séria, levando em consideração a chance reduzida de se administrar completamente as lesões extensas, mesmo com todos os tratamentos disponíveis aplicados.

Vídeo sobre causas, prevenção e tratamento câncer na boca


Um comentário sobre “Câncer na Boca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *